Filonews n.6 – Justiça espanhola manda médico ser o ‘pai’ da criança que ele deveria ter abortado

Essa saiu no Estadão do dia 31 de maio de 2012. (link no final do texto)

Fico pensando o que essa criança, se não for criada como uma bactéria pela mãe, vai pensar dessa história toda quando tiver idade para isso. A mulher tenta matar o próprio filho quando ele tinha sete semanas de vida, e como o aborto não foi realizado, ela processa o médico  que terá de pagar mesada para o ex-futuro-lixo hospitalar até que ele complete 25 anos. Até aí, vá lá!, eu posso até concordar que o médico pague esse valor a título de multa contratual. Afinal, houve um contrato (macabro, é verdade!) entre as duas partes, e o médico não entregou o produto esperado pela mulher (um feto esmigalhado). Mas daí a essa anta de kichute como diria a @Regina_Brasilia contar esse conto infantil dos infernos para o filho, tenha ele a idade que tiver quando ela decidir fazer isso, deveria ser considerado como tortura psicológica. Ninguém que escute uma história dessa sobre a possibilidade de ter sido abortado por vontade da própria mãe fica normal depois disso. Espero que essa doida não transforme essa criança num futuro serial killer. Essa “mamãe”, literalmente, é de morte.

Link para a matéria aqui

Anúncios
Esse post foi publicado em Política e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s