Arquivo da categoria: Uncategorized

A Votação

  – Pela ordem, Senhor Presidente! Pela ordem! – bradou o Azambuja – a coruja – na tentativa de apaziguar os ânimos dos bichos na reunião da fazenda. – Já estamos aqui há mais de 8 horas e nem sinal … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

NÃO VAI TER GOLFE!

Tarde do último sábado e alguns manifestantes – cinco – concentravam-se em frente à  porteira da fazenda Milho Milhó do cumpadre Apolinário Mendonça. Entre eles a Zuleica, uma saíra azul (está mais pra vermelha), conhecida agitadora da região. Acompanhavam o … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

O Bem-te-vi Otimista

Calor infernal, nenhuma nuvem no céu azul e um bendito bem-te-vi vem pousar ali, pertinho, na antena parabólica do meu vizinho. E fica lá, olhando o céu com um ar professoral, doutor em meteorologia, cantando notas com vigor: bem-te-vi, te-vi, … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | 1 Comentário

O Burro e o Carroceiro (Esopo)

Um carroceiro tangia  um burro que, mais do que carregado, mal podia dar um passo; de tão maltratado e exausto o burro sucumbiu ; o carroceiro o esfolou , e vendeu a pele. Fizeram dela um tambor, sobre o qual andaram … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Dona Ernestina x Dona Inácia na Adoração à Santa Cruz

São João do Quentão, sexta-feira, 6 de abril de 2012. Foi por volta das 16h que começou a confusão. Depois da celebração da Paixão do Senhor houve a Adoração à Santa Cruz. Padre Henrique, aquele santo homem, sabe que todo … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , | 4 Comentários

Jesus, o filho do homem- Gibran Khalil Gibran

“Ele era uma montanha em chamas na noite, e era também um ligeiro brilho além das colinas. Era uma tempestade no céu, e era também um murmúrio na névoa da aurora. Era uma torrente jorrando das alturas às planícies para … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Veste-se a Terra de Azul

  VESTE-SE A TERRA DE AZUL Maria Isabel (Ferreira), terceira carmelita Veste-se a terra de azul enxuga o pranto da espera foi encontrado um Menino nos braços da Primavera Maria rosa orvalhada nuvenzinha aparecida deixaste chover o Justo sobre o … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário